Leitores Online

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Gecko permite controlar smartphones à distância e por gestos


Um smartphone já é bem inteligente por si só. Mas um projeto no site de crowdfunding Indiegogo quer torná-lo ainda mais. Chamado Gecko – e sem relação alguma com o Boot-to-Gecko –, o pequeno dispositivo deve permitir que você controle o celular por gestos e à distância.

A ideia é sincronizá-lo ao smartphone por Bluetooth, tornando-o uma espécie de controle remoto. Mas, em vez de botões, você executa os comandos fazendo movimentos com o dispositivo na mão. Os gestos do Gecko podem ser associados à captura de imagens, por exemplo: basta mover a mão para o lado para que um smartphone devidamente posicionado tire uma foto – útil para aqueles retratos em família.

Além de útil para fotografar, o Gecko pode ser usado para ativar a gravação de vídeos, fazer chamadas de emergência, gravar voz e ajudar a localizar o smartphone fazendo-o tocar. O vídeo de explicação do dispositivo – mesmo que seja um pouco tosco – explica melhor a proposta.

A ideia do Gecko não é ter seu uso limitado a smartphones, mas sim se manter conectado a eles. Pareado com o celular, o dispositivo pode ser preso à coleira do cachorro ou à porta. Dessa forma, através de um alerta no telefone, ele avisará você sempre que o bicho sair do lugar ou alguém entrar no cômodo – um ladrão, por exemplo. Os usos são diversos, e o dispositivo deverá ser compatível com Android ou iOS.

Como hardware, o Gecko é bem simpleos, e tem como base um SoC CC2541, da Texas Instruments. O chip trabalha com Bluetooth Smart (de baixo consumo de energia) e é voltado para aparelhos baseados na detecção de movimento – para essa parte, aliás, o dispositivo utiliza um acelerômetro integrado. A bateria dele é removível e tem vida útil estimada de um ano, variável de acordo com o uso.

Até a publicação desse texto, o aparelho estava com pouco mais de 21.000 dólares arrecadados. A meta do projeto no Indiegogo é 50.000 dólares, mas a campanha vai receber todos os fundos levantados mesmo se não alcançá-la. Assim, chegando ao objetivo ou não, ele será desenvolvido – protótipos dele já até foram produzidos, e são usados pelos idealizadores da ideia no vídeo de divulgação. A arrecadação de verbas vai até o dia 26 de outubro, caso queira colaborar.




Por: Gustavo Gusmão / Miscelânea

Nenhum comentário: