Leitores Online

terça-feira, 10 de setembro de 2013

iPhone 5S: entenda como funciona a tecnologia Touch ID


Sensor de digitais pretende levar agilidade para quem acessa o smartphone dezenas de vezes ao dia.

Há alguns meses, um dos boatos relacionados ao já famoso (e até mesmo polêmico) iPhone 5S apontava para a utilização de um sensor de digitais. Nesta terça-feira (10), a companhia da Maçã confirmou o rumor, de modo que o novo recurso realmente vai ser utilizado no novo smartphone “regular” da empresa.

Diferentes fontes, nacionais e internacionais, deram diversas funções para a novidade, que é chamada oficialmente de Touch ID — e algumas delas realmente acertaram. De acordo com a própria Apple, o objetivo do sensor de digitais é levar praticidade e segurança para quem utiliza o smartphone com frequência.

Isso quer dizer que você vai continuar protegendo o seu iPhone contra o olhar de pessoas curiosas, mas não vai ter que digitar uma senha toda vez que precisar usar o aparelho. O Touch ID, que foi construído com tecnologia da própria Apple, fica embutido novo botão Home do smartphone e serve para que você desbloqueie o dispositivo de maneira rápida e simples.

E é capaz de mais algumas coisas...


Ao contrário do que muita gente pode pensar, as possibilidades não acabam por aqui. Como o sensor tem como objetivo confirmar a sua identidade, ele também pode ser usado para finalizar comprar de aplicativos na App Store ou de livros na iBook Store, por exemplo — ou seja, sua senha não precisa ser inserida.
 
Além de tudo isso, o Touch ID é capaz de identificar a sua digital de qualquer ângulo, de modo que você pode usá-lo com o celular na vertical, horizontal ou de qualquer outra maneira. Ele também é capaz de salvar as digitais de outras pessoas que são da sua confiança, possibilitando que um grupo todo acesse o mesmo aparelho.

E como isso funciona?

Ao comprar a empresa Authen Tec por US$ 356 milhões (cerca de R$ 818 milhões), a Apple também adquiriu sua própria tecnologia para conseguir desenvolver o Touch ID. A novidade tem um funcionamento que pode ser explicado de maneira relativamente simples — e, para começar, aquele “anel” prata serve para identificar seu dedo através do calor.

No momento em que o aparelho consegue verificar que o seu dedo está posicionado da maneira correta, o mecanismo do sensor, que envolve uma pequena placa de cristal de safira e tem uma qualidade de 550 ppi, consegue identificar todos os contornos das suas digitais, como curvas, falhas e até mesmo o sentido certo que cada marca tem.

Todas essas informações ficam guardadas dentro do novo chip A7, permitindo que os dados obtidos pelo hardware se comuniquem com o software do aparelho, o que resulta na confirmação de compras e no desbloqueio do seu aparelho. Bacana, não é?
 
Fonte: Apple



Por: Rafael Gazzarrini / Smartphones

Nenhum comentário: