Leitores Online

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Microsoft atualiza linha Surface com Windows 8.1, novos acessórios e hardware reforçado


São Paulo A Microsoft apresentou hoje os sucessores dos tablets Surface Pro e Surface RT, assim como uma série de novos acessórios para ambos. O Surface Pro 2 e o Surface 2 receberam melhorias no processador, nas conexões, na câmera e na tela. Ambos serão acompanhados do Windows 8.1 nas versões ARM ou x86 e de uma série de serviços, como 1 ano grátis de Skype. Os dois aparelhos serão lançados em 22 de Outubro, mas a pré-venda já começa amanhã.

O Surface Pro 2 substitui o chip Ivy Bridge do Surface Pro original por um processador Haswell. Os benefícios desta mudança são, essencialmente, os mesmos que observamos em ultrabooks que passaram pelo mesmo processo: um aumento de 20% no desempenho do processamento geral da CPU e uma melhora de 50% no processamento gráfico. Para demonstrar as novas capacidades do Surface, a Microsoft ligou uma filmadora Red Dragon ao tablet e este foi capaz de renderizar um vídeo de resolução 6k em RAW.

Naturalmente, a introdução do Haswell também resultou em um aumento na duração da bateria, mas tudo indica que a Microsoft foi ainda mais longe nesse ponto. A empresa prometeu 75% mais tempo para usar o Surface Pro 2 longe da tomada. 

Outro componente que recebeu uma melhora significativa foi a tela, que agora é um painel Full HD (o tamanho continua a ser 10,6”). A Microsoft alega que o display do Surface Pro 2 é a tela capacitiva menos reflexiva do mercado atual. Ela também é 46% mais precisa no que diz respeito à reprodução de cor quando comparada à do modelo original, uma preocupação que raramente tem espaço entre os fabricantes de tablets e smartphones.

O Surface Pro 2 na configuração mais básica será vendido por 899 dólares. As opções de memória são muito mais variadas do que as do modelo anterior. O Pro 2 começa com 64 GB de SSD e 4 GB de RAM, mas esses números crescem até 512 GB de SSD e 8 GB de RAM. Essa última opção torna o Surface Pro 2 o tablet de consumo mais poderoso do mercado.

Quanto à versão com processador ARM, a Microsoft dispensou a marca RT para chamar o aparelho apenas de Surface 2. O novo Surface utilizará um processador Tegra 4, o mesmo implementado no Nvidia Shield. A Microsoft não divulgou números, mas é razoável esperar uma melhora tremenda no desempenho gráfico. De figuras concretas, a empresa só anunciou que Wi-Fi e memória serão duas vezes mais rápidos. Vale lembrar que esse SoC também suporta LTE Cat 4, mas a empresa não comentou  sobre esse assunto na apresentação de hoje. A máquina também terá uma porta USB 3.0.

A tela será a mesma do Surface Pro 2, ou seja, um painel 1080p pouco reflexivo e com ampla gama de cor. Supostamente, sua bateria durará 25% mais que o modelo anterior, que já era bom nesse aspecto. A construção física do aparelho também foi aprimorada: ele agora é envolto por apenas 2 frames separados de magnésio, cuja espessura é menor que a anterior.

A câmera principal do Surface 2 é baseada em um sensor CMOS de 1/3”, o mesmo tamanho utilizado pelo iPhone 5S, que é o segundo maior sensor de smartphone do mercado no momento (o Lumia 1020 é o primeiro). A Microsoft também se vangloriou de uma “lente especial”, mas preferiu fazer uma demonstração prática em vez de explicar o que isso significa exatamente. Em uma ligação de Skype realizado em meio à apresentação, a câmera se mostrou capaz de lidar bem com cenas pouco iluminadas. Não ficou claro se essas melhorias só são validas para o Surface 2 ou se o Surface Pro 2 também será beneficiado.

O Surface 2 terá dois modelos, um com 32 GB de memória e outro com 64 GB. O preço inicial é bem agressivo: 449 dólares. O aparelho virá com uma licença de Office para ARM como o modelo anterior, mas também incluirá uma versão do Outlook, 1 ano de chamadas internacionais de Skype (que é vendido separadamente por cerca de 120 dólares por ano) e 200 GB de SkyDrive (o que normalmente custa 100 dólares por ano). Esses dois últimos também serão inclusos no pacote do Surface Pro 2.

Por fim, a Microsoft introduziu uma série de acessórios para a linha, incluindo atualizações para os dois tipos de teclado do tablet. O novo modelo da Type Cover tornou-se 1 mm mais fino e ganhou um sistema de retroiluminação que é ativado por um sensor de proximidade. A Touch Cover, por sua vez, ganhou esse mesmo sistema e teve sua sensibilidade ampliada por um novo conjunto de sensores de toque: são 1092 sensores contra apenas 80 do modelo original. Ambas serão compatíveis com os Surface antigos.

A Microsoft também anunciou a Power Cover, uma capa com bateria extra que adiciona 31 Wh à capacidade energética dos tablets (cerca de 2,5 vezes mais capacidade que o Surface original, segundo a empresa). Por fim, uma dock com 3 portas USB 2.0, uma USB 3.0, mini DisplayPort, Ethernet e P2 para fone e microfone será lançada ao mesmo tempo que os outros acessórios.




Por: Leonardo Veras, de INFO Online / Tecnologia pessoal

Nenhum comentário: