Leitores Online

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Na mão: Relógio inteligente Pebble


Não ter o Pebble em mãos em um primeiro momento deixou o INFOlab irrequieto. Não porque nunca vimos um relógio com funções engraçadas, mas sim porque queríamos averiguar o real potencial deste relógio inteligente que despertou a curiosidade de muitas pessoas e tornou o projeto um dos mais bem sucedidos do Kickstarter, amealhando pouco mais de 10 milhões de dólares.

E foi bom não tê-lo em um primeiro momento, porque ficaríamos frustados com o básico do aparelho. É difícil pensar em utilidade para ele, mesmo sendo muito divertido. O básico é trocar as telas do relógio, chamadas de watchfaces. Algumas são inclusive animadas, isto é, fazem alguma gracinha enquanto os minutos vão correndo. E funções como ler e-mails e mensagens SMS na tela dele, em forma de cartões sobrepostos. Alerta que vibra a pulseira – ótimo para quem tem sono pesado – e controle do player do celular são os recursos avançados dele.

Conectado no celular via bluetooth é que o relógio começa a ganhar corpo. Você pode instalar aplicativos que adicionam funções extra ao relógio. O processo é simples. Primeiro você instala o gerenciador. Depois pode ou instalar um aplicativo no Android ou direto no Pebble (arquivo com extensão pbw). É claro que há limitação da quantidade de aplicativos que você pode instalar nele. E esta limitação é irritante.

Achamos diversas lojas de aplicativos alternativos. As mais interessantes foram a loja All Pebble e a My Pebble Faces. Vamos instalar diversos aplicativos e os mais interessantes você confere na INFO do mês que vem (Guia Tech). Vale ainda mencionar que a bateria é realmente tudo que dizem. O relógio custa 150 dólares, ou cerca de 337 reais, sem impostos e despesa de envio.




Por:Luíz Cruz / Gadgets INFO / Computador vestível

Nenhum comentário: