Leitores Online

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Saiba mais sobre o M7, coprocessador do iPhone 5s capaz de captar nossos movimentos


Além de um baita novo processador de 64 bits (A7), o iPhone 5s conta também com um coprocessador (M7), específico para a captação de movimentos.

Eis o que a Apple fala dele:
O novo coprocessador M7 é como um parceiro para o chip A7. Ele foi feito especialmente para medir dados de movimento do acelerômetro, do giroscópio e da bússola — tarefas que normalmente ficariam a cargo do chip A7. Só que o M7 é muito mais eficiente. Agora, os apps de exercícios que registram as atividades físicas podem acessar os dados do coprocessador M7 sem precisar ativar constantemente o chip A7. Assim, eles usam menos bateria.
O M7 sabe quando você está caminhando, correndo e até mesmo dirigindo. Como o M7 percebe quando você está em um veículo em movimento, o iPhone 5s não tentará acessar redes Wi-Fi pelo caminho. E caso o seu telefone não se mexa por um tempo, como quando você está dormindo, o M7 reduz a atualização de dados para economizar a bateria.
Além disso, nos Estados Unidos — e em outros países os quais contam com navegação ponto a ponto — se o usuário está seguindo uma rota nos mapas da Apple e estaciona o carro, o M7 muda automaticamente a navegação, trocando de veículo para pedestre. Dessa forma, o usuário pode continuar o seu trajeto seguindo o melhor caminho possível.

Os planos da Apple para o M7 não acabam aí, é claro. Segundo fontes de Mark Gurman, do 9to5Mac, a empresa está testando uma outra ferramenta para o app Mapas na qual o coprocessador M7 poderia analisar onde você estacionou seu carro (ao parar, o iPhone registraria a exata localização). Com isso, você não precisaria mais lembrar onde parou o veículo já que, na volta, o iPhone seria capaz de ajudá-lo a encontrá-lo sem problemas.

Além disso, a Apple também está trabalhando em outras funções de mapeamento para o iOS 8, como a implementação de direções de transportes públicos e mapeamento interior. Conforme divulgamos aqui no MacMagazine, a empresa adquiriu diversas empresas focadas em soluções de mapeamento, como a WiFiSLAM, a Locationary e a HopStop.
 
Na terça-feira à noite, quando realizamos o nosso Hangouts para comentar o evento especial da Apple, falamos que muito provavelmente este M7 será utilizado também no suposto “iWatch”. Faz todo sentido termos um processador assim, capaz de captar movimentos, numa pulseira. Obviamente o produto não se resumirá a isso, mas aposto seriamente que o foco desse suposto futuro produto da Apple será exatamente a área de fitness, de monitoramento de saúde.




Por: Eduardo Marques / Processadores
Fonte: www.macmagazine.com.br

Nenhum comentário: