Leitores Online

quarta-feira, 4 de março de 2015

Scanner de íris da Fujitsu será usado para desbloquear smartphones em 2016


A Fujitsu anunciou que trabalha em um scanner de íris que substituirá o uso de senhas em smartphones. Durante a mostra de tecnologia móvel de Barcelona, a Mobile World Congress, a empresa informou que os primeiros aparelhos com essa nova forma de autenticação biométrica começarão a chegar ao mercado no primeiro semestre de 2016.

Construído com a tecnologia da Delta ID, que possui um algoritmo de detecção de íris de alta velocidade e precisão, o scanner pode falhar em uma a cada 100 mil tentativas de uso. Em termos práticos, a leitura da íris será mais veloz do que a usada pelo professor Xavier, de X-Men, para abrir a porta da sala do Cérebro: é preciso esperar por menos de um segundo para que a identificação seja feita. Não é sempre que a vida real supera a ficção científica.

A Fujitsu conseguiu miniaturizar um LED e uma câmera infravermelhos que podem ficar no canto direito do smartphone, na parte frontal. O componente pesa menos de 1 g. Com a iluminação infravermelho, a câmera pode capturar o padrão da íris, que é único, como a impressão digital.

Basta olhar durante um período de 15 ou 20 segundos para o scanner para registrar um dos seus olhos. Para que a detecção seja feita, a distância máxima entre o olho do usuário e o smartphone deve ser de 20 cm.

A Fujitsu não decidiu como os scanners serão comercializados para fabricantes de smartphones.
Em um esforço pela substituição das senhas alfanuméricas, outras empresas já usaram a biometria como forma de autenticação. Apple, Motorola e Samsung criaram smartphones com leitor de impressão digital. Outro exemplo é a PulseBullet possui uma solução de pagamentos que, em vez de senha, usa a pulsação do usuário para autorizar transações.




Por: Lucas Agrela / Gadgets INFO / Smartphones

Nenhum comentário: